Seleção Fundos de Investimento - Processo

Como é feita a seleção dos fundos de investimento?

O universo de fundos considerado conta com mais de 1.000 fundos de investimento geridos por casas de investimento de referência mundial, que são comercializados em Portugal pelo Banco Carregosa. A construção dos portefólios apresentados segue um processo rigoroso com três fases.
 
Na primeira fase, é determinada a alocação estratégica, isto é, a alocação de longo prazo, de acordo com os objetivos de investimento, usando fundos da classe de ações, obrigações, mercado monetário, retorno absoluto, mistos e alternativos.
 
Numa segunda fase, a alocação é ajustada de acordo com as considerações mensais do Comité de Investimento do Banco Carregosa. Da análise macroeconómica do Comité resulta uma alocação tática. Assim, será atribuído maior ou menor peso a cada classe consoante as perspetivas do Comité.
 
Na terceira fase, é feita uma seleção rigorosa dos fundos que irão representar as alocações definidas na segunda fase. Esta seleção tem em conta critérios quantitativos e qualitativos. Entre os critérios quantitativos mais relevantes estão a rendibilidade passada, volatilidades realizadas, rácio de sharpe do fundo, quedas máximas em anos específicos e a divergência face aos benchmark. Quanto aos fatores qualitativos, temos em consideração a equipa de gestão e a especialização da sociedade gestora.