Go back
27 June 2013 17h47

Antigo primeiro-ministro de Angola vai ser o novo presidente não executivo do BESA

O nome de Kassoma foi proposto pelos accionistas angolanos do BESA, a Portmill e a Geni, que detêm 24% e 18,99% do banco, respectivamente. Entre estes accionistas conta-se o general Manuel Hélder Vieira Dias (‘Kopelipa’), chefe da casa militar de José Eduardo dos Santos.
 
A escolha será ratificada durante a assembleia-geral da instituição financeira que se realiza na sexta-feira em Lisboa. Kassoma, que substituirá no cargo Álvaro Sobrinho, é membro do MPLA, tento sido também governador da província de Huambo e presidente da Assembleia Nacional.
 
Actualmente é deputado e secretário do bureau político do MPLA para os quadros. Como presidente executivo do BESA deverá manter-se Rui Guerra, por indicação do BES, que detém 51% do BESA. A indicação de Kassoma para este cargo foi avançada pelo “Semanário Económico” angolano. Segundo este jornal, os accionistas angolanos querem “que haja mais equilíbrio, tanto no conselho de administração como na comissão executiva” do banco.
 
Estas mudanças significam uma acalmia em relação ao passado recente, marcado por um clima de crispação, em resultado da mudança da estrutura de governação do banco e da retirada de poderes a Álvaro Sobrinho, que deixou de ser presidente executivo do banco, passando a ocupar apenas funções não executivas.