Go back
03 December 2012 11h10

BCE e dados do emprego nos EUA concentram atenções esta semana

Mario Draghi | O presidente do BCE está a ser pressionado a explicar melhor os critérios do apoio do OMT, algo sobre que diz já ter sido "muito claro". 

A reunião mensal do Banco Central Europeu (BCE) será um dos acontecimentos em destaque nesta primeira semana de Dezembro, ainda que não se esperem alterações na política monetária que tem vindo a ser seguida por Mario Draghi. A conferência de imprensa habitual será, contudo, acompanhada de perto pelos investidores. Nos EUA, as atenções repartem-se entre as negociações em torno do "precipício orçamental" e os dados mensais sobre o emprego.A semana começa com uma reunião dos ministros das Finanças do Eurogrupo, seguida amanhã por um encontro alargardo aos ministros dos 27 países da União Europeia (Ecofin). "Depois do drama recente em torno das negociações sobre o resgate à Grécia, o Eurogrupo desta semana não deverá produzir quaisquer notícias capazes de influenciar os mercados", diz o RBC Capital Markets.O Conselho de Governadores do BCE reúne-se esta quinta-feira, devendo às 12h45 anunciar a manutenção da taxa de juro de referência no mínimo histórico de 0,75%. Às 13h30 terá início a habitual conferência de Mario Draghi, em que o presidente do BCE irá apresentar as novas estimativas económicas trimestrais do "staff" da autoridade monetária.Draghi poderá também voltar a comentar a possibilidade de Espanha poder vir a ser assistida pelo programa de compra de dívida (OMT) e, eventualmente, esclarecer melhor qual é o critério que define em que situação os países ssão elegíveis para esse apoio. Um esclarecimento que já foi pedido pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e também por outras personalidades, como a directora-geral do FMI, Christine Lagarde.Também na quinta-feira, o Eurostat divulga a segunda estimativa ao Produto Interno Bruto (PIB) relativa ao terceiro trimestre. Os economistas acreditam que será confirmada a estimativa rápida que avançou que a economia da Zona Euro terá tido um crescimento negativo de 0,1% entre Julho e Setembro.A semana conta também com a divulgação de um indicador que olha para a futuro, o índice de gestores de compras (PMI). A leitura para o sector industrial é divulgada hoje, ao passo que a estimativa para os serviços sai na quarta-feira.Do outro lado do Atlântico, as atenções continuam viradas para as negociações em torno do "precipício orçamental", ainda que não se espere para já um acordo para impedir que entrem em efeito todos os cortes da despesa federal e aumentos de impostos que estão agendados para 1 de Janeiro de 2013.A semana é também marcada pelos sempre influentes números mensais do mercado de trabalho, que serão divulgados na sexta-feira. Alguns economistas admitem que a taxa de desemprego suba para os 8%, em parte devido ao Furacão Sandy.