Go back
17 October 2023 23h21

Cancelada cimeira com Biden na Jordânia para discutir situação em Gaza

A Jordânia cancelou a cimeira que ia acolher em Amã, na quarta-feira, com o presidente dos EUA, Joe Biden, e os líderes egípcio e palestiniano para discutir a situação em Gaza.

 

O anúncio foi feito esta terça-feira à noite pelo ministro jordano dos Negócios Estrangeiros, Ayman Safadi, e surge depois do bombardeamento de um hospital na Faixa de Gaza, no qual terão morrido centenas de pessoas.

 

Joe Biden vai estar esta quarta-feira em Israel e depois era esperado que se encontrasse com os líderes árabes.

"Não faz sentido falar agora sobre alguma coisa que não seja parar a guerra", afirmou o ministro Ayamn Safadi ao canal de televisão Al Jazeera.

O cancelamento acontece depois de o hospital al-Ahli Arab ter sido bombardeado e de os dois lados do conflito – Hamas e Israel – se culparem mutuamente pelo mesmo. Mais certo é que as vítimas se contarão nas centenas (os números apontam para 300 a 500) e que este acontecimento veio complicar a ida de Joe Biden à região.

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, também cancelou o encontro que tinha planeado com o presidente dos EUA. 

Biden já apanhou o avião para Telavive, onde irá mostrar apoio a Israel, um aliado de longa data, mas queria também garantir apoio humanitário a Gaza e apelar a um desescalar do conflito. Porém, depois deste ataque e dos cancelamentos, a sua missão ficou mais complicada.