Go back
07 May 2013 11h58

Comissão Europeia pressionada a ser mais dura com a Eslovénia

Os problemas no sistema bancário esloveno continuam no centro das preocupações europeias por poderem exigir mais um resgate no país da Zona Euro, um risco que, segundo fontes do europeias ouvidas pelo Financial Times, aumenta devido à resistência das autoridades em actuar de forma decisiva na reestruturação do seu sistema bancário.
 
O diário britânico cita duas fontes séniores europeias que acusam a Eslovénia de resistir à reforma do seu sistema financeiro o que, segundo uma delas, é explicado em parte pela “obstrução” do banco central do país aos esforços do novo Governo.
 
A Comissão Europeia estará assim a ficar sob crescente pressão para adoptar uma posição mais dura relativamente à situação no país. Em cima da mesa poderão estar novos poderes concedidos à Comissão Europeia para forçar reformas em Estados-membros com desequilíbrios macroeconómicos.
 
Os três principais bancos, que poderão precisar de capitais públicos, são já detidos pelo Estado, sublinha o FT, que descreve a situação como preocupante nomeadamente pelo aumento do número de empréstimos em incumprimento, uma evolução adensada pela recessão económica no país.