Go back
18 June 2013 09h00

Draghi afirma que BCE tem "mente aberta" para política monetária atípica

Mario Draghi, presidente do BCE, afirmou hoje que a instituição tem “mente aberta” para o uso de instrumentos atípicos na sua política monetária, e que poderá usá-los se for necessário, segundo noticia a Bloomberg.
 
“Vamos olhar para estes instrumentos com uma mente aberta, caso sejam especialmente eficientes na nossa situação institucional e cubram o nosso mandato”, afirmou Draghi, num discurso em Jerusalém.
 
“Algumas destas medidas poderão ter consequência involuntárias. Isto não significa que não devam ser usadas, mas significa que devemos ter atenção às consequências e geri-las de forma apropriada”.
 
Nos últimos meses Draghi estendeu a possibilidade de cobrar aos credores que mantenham o dinheiro cativo no BCE, ao introduzir uma taxa de juro dos depósito negativa. A taxa está nos 0% desde Julho.
 
Esta é uma das medidas, que inclui também operações de empréstimo a longo prazo e ajustamento da estrutura colateral, sobre as quais o BCE está a reflectir enquanto a Zona Euro está encalhada na mais longa recessão de sempre.
 
“Há inúmeras outras medidas que podemos usar se as circunstâncias assim o justificarem”, afirmou Draghi.
 
A procura doméstica na Zona Euro deverá sair beneficiada da política monetária do BCE, tal como a diminuição da inflação, a confiança e os efeitos de bem estar gerados pelo mercado financeiro, ainda segundo Draghi.
 
Os dados económicos mais recentes mostram “algumas melhorias, mas a níveis baixos”, finalizou.