Go back
23 April 2013 19h26

EDP distribui menos electricidade na Península Ibérica entre Janeiro e Março

A EDP registou quebras de 2,6% na electricidade distribuída na Península Ibérica no primeiro trimestre do ano, no mercado regulado. Em Portugal, a diminuição foi na ordem dos 2,5% e em Espanha a distribuição caiu 3,3%, comparado com os valores do período homólogo, refere o comunicado enviado esta terça-feira à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários.
 
A distribuição de gás acompanha a tendência da electricidade e na Península Ibérica verificou uma queda de 14%. Em Portugal, o gás distribuído caiu 14%, “devido à perda de um grande cliente”, refere o comunicado da EDP. No país vizinho a distribuição de gás decresceu 15%, “penalizada pelo menor consumo decorrente da produção de electricidade e por paragens de alguns grandes clientes”.
 
Contudo, a distribuição no Brasil contraria a tendência ibérica. A distribuição de electricidade aumentou 2,8%.
 
Mercado liberalizado com quebra na Península Ibérica
  
Quanto ao fornecimento de electricidade a clientes no mercado liberalizado, a EDP forneceu no total, em Portugal e Espanha, menos 0,1% de electricidade. Em Espanha, o volume comercializado caiu 11%, reflexo de “uma política de contratação mais selectiva”. Em contrapartida, em Portugal registou um aumento de 26%.
 
No que toca ao gás comercializado no mercado livre, Portugal apresenta quebras de 4% e Espanha de 15%.
 
No total, a energia distribuída pela EDP recuou 5% nos primeiros três meses do ano, reflexo de uma menor procura, nomeadamente de gás.
 
Por seu lado, a carteira de clientes da EDP no mercado liberalizado atingiu 1,3 milhões de clientes em Portugal no passado mês de Março, impulsionada por uma subida de 223%, “decorrente da transferência de consumidores residenciais”, que estavam até agora no mercado regulado, afirma a empresa no comunicado.
 
A produção total da EDP aumentou 11% nos primeiros três meses do ano, impulsionada, principalmente, por uma nova capacidade instalada e pelos recursos eólicos e hídricos na Península Ibérica.
 
Já a capacidade instalada no mercado ibérico liberalizado caiu 453 megawatts nos últimos 12 meses, fixando-se em 7.122 megawatts no final do primeiro trimestre de 2013.