Go back
24 May 2013 11h59

Encomendas na construção acentuam tendência negativa

O Instituto Nacional de Estatística revelou esta sexta-feira que o índice de encomendas de novas construções, no primeiro trimestre de 2013, registou uma queda de 19,6% face ao mesmo período do ano passado e acentua a tendência negativa. No trimestre anterior a este, o último de 2012, já se registava uma queda de 14, 5% face ao total do índice de novas construções.
 
Também é de salientar que a variação do segundo trimestre de 2012 foi negativa em 50,9%, a maior registada nos últimos três anos, e não se regista uma variação positiva desde o segundo trimestre de 2010.
 
No segmento de Construção de Edifícios, verifica-se uma variação homóloga de -32,2%, mas também aqui a tendência tem vindo a agravar-se uma vez que, no primeiro trimestre de 2012, a variação já se situava nos -25,8% face ao ano anterior.
 
A diminuição média, dos últimos quatro trimestres, é agora de 30,4%. Nesta área não se encontra uma variação homóloga positiva desde o primeiro trimestre de 2010.
No segmento de Obras de Engenharia, o Instituto Nacional de Estatísticas afirma que a diminuição do índice foi de 2,1% no quarto trimestre de 2012, mas no trimestre seguinte verifica-se uma variação positiva de 1,3 pontos percentuais.
 
Nas Obras de Engenharia verifica-se uma variação trimestral, no terceiro trimestre de 2012, de 132% e uma variação homóloga de 11,1%. Mas a média dos últimos quatro trimestres continua a ser negativa, com uma diminuição média de 22,5 pontos percentuais.