Go back
12 June 2013 18h36

Ex-chefe de gabinete de Lagarde acusado de envolvimento em fraude organizada

Stéphane Richard, CEO da France Telecom, foi nesta quarta-feira formalmente acusado de envolvimento em fraude organizada. O Executivo, que está há dois dias em prisão preventiva, é suspeito de ter lesado os interesses do Estado francês num caso que remonta a 2007, à época em que era chefe de gabinete de Christine Lagarde, então ministra francesa das Finanças.
 
Em causa está o papel e a responsabilidade do Ministério das Finanças na decisão de recorrer a uma arbitragem privada para acabar com o litígio entre o empresário Bernard Tapie e o banco francês Crédit Lyonnais em torno da venda litigiosa da Adidas. Tapie, proprietário da marca de equipamento desportivo, alegou ter sido lesado pelo banco na venda e recorreu para tribunal.
 
Enquanto ministra da Economia de Sarkozy (2007/2011), Lagarde terá decidido que o processo ficasse sob a responsabilidade de um tribunal arbitral, uma instituição que apenas tem competências para resolver litígios comerciais e procurar obter compromissos entre as partes. Em 2008, a estrutura pública que geria o passivo do Crédit Lyonnais foi condenada pelo tribunal arbitral a pagar uma indemnização de 295 milhões de euros a Bernard Tapie. O escândalo rebentou em França depois de se ter confirmado que a decisão final tinha saído de um tribunal arbitral e que tinham sido dinheiros públicos a pagar a indemnização choruda.
 
A justiça francesa decidiu abrir uma investigação para apurar se o caso de arbitragem terá lesado o Estado. Desde que o seu nome surgiu associado à investigação do caso Tapie, Christine Lagarde negou qualquer irregularidade no processo e considerou “absurdas” as acusações que lhe foram feitas.