Go back
07 May 2013 14h53

Fitch: Emissão é "positiva" mas "rating" depende de cortes na despesa

“A colocação de obrigações [desta terça-feira] é positiva para o perfil de crédito de Portugal, já que ajuda a melhorar a situação do financiamento público do País”, afirma Michele Napolitano, director de análise em dívida soberana.
 
“No entanto, a economia portuguesa ainda enfrenta vários desafios. As perspectivas económicas fracas estão a complicar o plano do Governo de redução do défice e Portugal ainda só cumpriu parte do ajustamento”, acrescenta a Fitch, em declarações ao Negócios.
 
Especificamente, a agência nota que “ainda é necessário um grande esforço para conseguir finanças públicas sustentáveis no médio prazo”. “E, neste contexto, o plano de redução da despesa pública recentemente anunciado desempenhará um papel crucial na nossa avaliação do ‘rating’” para Portugal, nota a agência.
 
Com efeito, diz a Fitch, “as perspectivas de um acesso pleno aos mercados no médio prazo vão ser determinadas pela credibilidade do plano de redução de despesa e pela sua execução”.
 
A agência Fitch tem um "rating" BB+ para a dívida de longo prazo de Portugal, um nível abaixo de "grau de investimento".