Go back
27 May 2013 16h20

Gaspar: "União bancária é prioridade essencial para o Governo português"

Vítor Gaspar afirmou esta segunda-feira que a “união bancária é uma prioridade essencial para o Governo português”, apelando a que “ avance o mais depressa possível”, pois tem uma “importância primordial” para baixar os custos de financiamento das empresas portuguesas.
 
Numa conferência de imprensa após uma reunião com o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, Gaspar afirmou que a união bancária foi um dos principais pontos da agenda do encontro, sendo que ambos concordaram que “a união bancária tem de avançar o mais depressa possível”.
 
Sobre o mesmo assunto, Dijsselbloem afirmou esperar que a união bancária pudesse estar no terreno em meados do próximo ano.
 
Logo no início da sua declaração, Vítor Gaspar reforçou ser “essencial concretizar todos os elementos da união bancária de forma consistente e de acordo com o calendário” que está pré-definido.
 
O ministro das Finanças português salientou a importância de serem concretizados “esforços adicionais” para reduzir o custo excessivo do crédito bancário das PME, daí da importância de existirem progressos na construção da união bancária.
 
Salientou ainda a existência de outros mecanismos para melhorar os custos de financiamento das empresas portuguesas, como os empréstimos do Banco Europeu de Investimento (BEI), sendo todos cruciais para promover o emprego e reduzir o desemprego.