Go back
12 June 2013 08h55

Grécia despromovida a mercado emergente

A MSCI, companhia gestora de índices e que serve de “benchmark” nas bolsas para definir o estatuto de um mercado, concretizou esta quarta-feira feira a ameaça de despromover a Grécia a mercado emergente.
 
Esta foi assim a primeira vez que um país classificado como mercado desenvolvido baixou a mercado emergente. A MSCI, cujos índices são muito seguidos pelos investidores, tinha já colocado o estatuto da Grécia em revisão em Junho de 2012, uma vez que o mercado grego não era totalmente funcional.
 
Esta quarta-feira concretizou a ameaça, que se fica a dever também à queda abrupta das acções gregas e à preferência das cotadas gregas por outras bolsas. O ASE, principal índice da Bolsa de Atenas, caiu 83% desde Outubro de 2007, na segunda pior prestação em todo o mundo e o pais está fora do mercado de obrigações desde 2010.
 
Segundo a Bloomberg, a decisão da grega Coca-Cola HBC trocar a sua bolsa principal de Atenas para Londres também terá justificado a decisão da MSCI. A Grécia tinha sido promovida a mercado desenvolvido em 2001, mas nos últimos anos tinha visto o seu peso no índice MSCI World reduzir-se a apenas 0,01%.
 
O anúncio da revisão anual da MSCI envolve também outros mercados. O Qatar e os Emirados Árabes Unidos foram promovidos a mercados emergentes, enquanto Marrocos viu a sua classificação descer para “mercado fronteira”.
 
A MSCI decidiu manter a Coreia do Sul e Taiwan na classificação de mercados emergentes, tendo colocado o mercado doméstico chinês em revisão para possível promoção a mercado emergente.