Go back
01 July 2013 10h52

Inflação na Zona Euro aumenta para 1,6%

A taxa anual de inflação subiu para 1,6% em Junho, depois de em Maio ter ficado nos 1,4%, segundo o Eurostat. Este valor está em linha com as previsões dos economistas consultados pela Bloomberg, e, ainda assim, abaixo dos 2%, o tecto definido pelo Banco Central Europeu.
 
O Banco Central Europeu vai manter a taxa de juro de referência inalterada nos 0,5%, segundo as previsões dos economistas, na reunião de 4 de Julho. Mario Draghi afirmou na semana passada que o Banco Central Europeu está pronto para apoiar o crescimento económico.
 
A política monetária do Banco Central Europeu “vai manter-se acomodatícia no futuro próximo”, afirmou Mario Draghi. “Temos uma mente aberta sobre os instrumentos não convencionais que poderemos utilizar”.
 
Os aumentos mais relevantes nos preços foram registados na energia, com uma subida de 1,6% face à descida de 0,2% registada em Maio, e também na alimentação, álcool e tabaco, que aumentaram 3,2% face a uma estabilização no mês passado.
 
“Não há dúvidas que a baixa inflação agora é uma coisa que agrada ao Banco Central Europeu”, afirmou Marco Valli, economista do UniCredit. “A inflação tem abrandado drasticamente, e isso é bom para o poder de compra das famílias. Uma baixa inflação, nesta altura, é bom para o crescimento e para a competitividade”.