Go back
02 May 2013 11h13

Juros da dívida a 10 anos em mínimos de dois anos e meio

As taxas de rendibilidade ("yields") associadas aos títulos de dívida pública portuguesa a dois anos caíram nesta quinta-feira, 2 de Maio, para 2,837%. A dez anos, os juros prosseguem também em queda ligeira para 5,704%, o que corresponde a mínimos de dois anos e meio. Já as “yields” associadas aos títulos a cinco anos estão hoje a subir marginalmente, fixando em 4,5%, patamar aquém do qual recuaram na passada terça-feira pela primeira vez desde Outubro de 2010.
 
O alívio nos "juros" observa-se igualmente nos mercados secundários de dívida espanhola e italiana, novamente com especial incidência nos prazos mais curtos. No caso de Espanha,  as "yields" a dois anos descem para 1,590%, sendo que no prazo de dez anos estão em linha com 4% ( 4,095%).
 
Itália, que ao fim de dois meses de impasse, viu finalmente nesta semana tomar posse um novo Governo, continua também a beneficiar de um forte alívio nos indicadores do mercado de dívida, tendo as "yields" associadas aos títulos a dois anos recuado esta manhã para 1,07%, um novo mínimo da série estatística da Bloomberg, iniciada em 1993. A dez anos, as “yields” italianas estão também a ceder na cada de 3,85%.
 
A perspectiva de que o BCE possa nesta quinta-feira, 2 de Maio, descer as suas taxas de juro de referência estará a suportar o alívio das "yields" da dívida pública dos países da periferia do euro, consideram alguns analistas.