Go back
03 January 2013 11h00

Lobo Xavier: "O doutor Mário Soares tem uma lata descomunal"

“O doutor Mário Soares tem uma lata descomunal em criticar o ajustamento e as medidas, porque o ajustamento teve até aspectos mais gravosos do que aqueles que ele invoca”, afirmou António Lobo Xavier durante o Fórum para a Competitividade. “Não há grandes alternativas”.

O jurista, especialista em direito fiscal, defende que “os projectos políticos disponíveis ou são de protesto ou falam de vias impossíveis”. “É impossível renegociar os juros ou ter um prazo mais longo”. Neste sentido, as propostas “são todas inviáveis”, e as “alternativas como a saída do euro produziriam resultados muito mais negativos do que os que estamos a viver”.

Sobre o Orçamento do Estado para 2013, Lobo Xavier defende que “não é possível olhar para este orçamento e encontrar uma política fiscal”. “Toda ela está ao contrário da tendência da OCDE, por razões de natureza reditícia, de financiar as despesas”, justifica.

“Compreendo o ministro das Finanças que quer descer o IRC para as empresas, mas tenho dificuldade em perceber como é possível atrair investidores estrangeiros se não conseguimos reter os investidores nacionais”, criticou o jurista. “Não vale a pena inventar incentivos ou subsídios quando a relação com a administração fiscal está como está. Há 10% do PIB em discussão nos tribunais fiscais portugueses”.

“Transformar Portugal num país amigo dos negócios não precisa de menos taxas, precisa de coragem política”, concluiu.