Go back
22 April 2013 10h48

Millennium Grécia perdeu 341 trabalhadores e fechou 57 balcões

Com o acordo para comprar o Millennium Grécia, o Piraeus vai receber uma instituição de menor dimensão do que a que existia antes do início da crise da dívida soberana. Desde o final de 2009, o banco grego do BCP foi sujeito a um processo de reestruturação que levou à saída de 341 trabalhadores e ao encerramento de 57 balcões.
 
A 31 de Dezembro último, o Millennium helénico tinha 120 agências e menos de 1.200 colaboradores, contra os mais de 170 balcões e de 1.500 trabalhadores com que contava no final de 2009.
 
Também o balanço da instituição sofreu uma redução. O crédito a clientes caiu quase 9%, para 4.710 milhões, enquanto os depósitos sofreram uma redução de 16%, para 2.912 milhões.