Go back
23 April 2013 17h45

Ministro da Economia quer acordo com bancos para descer "spreads" às empresas

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, quer que “as PME tenham spreds razoáveis para que possam prosperar”. Daí que, assegurou no final do Conselho de Ministros que aprovou a “estratégia para o crescimento, emprego e fomento industrial 2013-2020” que a descida dos spreads, designadamente no âmbito da PME Crescimento, “será acordada com os bancos rapidamente”.
 
Álvaro Santos Pereira sublinhou a intenção de criar condições para que as PME tenham melhores condições de financiamento. Destacou a importância do aumento das maturidades para “que possam planear melhor os seus investimentos” e sublinhou que “os spreads em Portugal estão acima de outros países”. Referiu mesmo que a União Monetária funciona a duas velocidades nesta matéria, pois em países como Alemanha e Holanda os spreads são mais baixos do que em Portugal.
 
Por essa razão, referiu que será celebrado um protocolo com os bancos para reduzir “spreads”, garantindo que tenciona ter “um papel activo neste campo”.
 
Além da intervenção nesta matéria ao nível da PME Crescimento, o ministro disse ainda que será lançado a curto prazo a linha PME Exportações, ainda este semestre, com 500 milhões de euros que poderão aumentar para mil milhões.