Go back
07 May 2013 15h21

Presidente do IGCP: Investidores estrangeiros dominaram procura por dívida portuguesa

"A procura foi fortemente dominada por investidores estrangeiros", disse à Reuters João Moreira Rato, presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).
 
A procura ascendeu a 9 mil milhões de euros, superando em três vezes a oferta de 3 mil milhões de euros, numa altura em que o livro de ordens está ainda activo nos Estados Unidos.
 
O ministro das Finanças tinha já classificado a operação como um “grande sucesso”.
 
Fontes disseram à Bloomberg que o preço oferecido pelo IGCP foi definido em 400 pontos-base acima da taxa de mercado, cinco pontos abaixo do prémio inicialmente ponderado. Os “initial price thoughts” (indicações preliminares de preço) eram de 405 pontos-base acima das taxas de mercado (“midswaps”).
 
As “midswaps” a 10 anos estão em 1,56%, devendo notar-se que a emissão tem maturidade em Fevereiro de 2014, quase 11 anos. Ou seja, o IGCP terá proposto pagar uma taxa implícita a rondar os 5,6%.
 
A secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, e o presidente do IGCP, João Moreira Rato, darão às 18h30 uma conferência de imprensa para apresentação dos resultados da emissão, anunciou o Ministério das Finanças.