Go back
05 May 2013 17h50

Seguro diz que Portugal está "à beira da tragédia social"

"Se há uma política que não atinge nenhum objetivo, que põe a economia a cair e o desemprego a subir, não era a altura de parar com essa política?", questionou o líder socialista.
 
António José Seguro defendeu a necessidade "de mudar para combater o desemprego, que é o principal flagelo do país".
 
"É fundamental que nós percebamos que estamos à beira de uma tragédia social. Cada vez que há um anúncio de mais cortes temos mais desemprego e menos economia. É necessário que nós mudemos e abandonemos a política da austeridade, que nada resolve e agrava os nossos problemas, para uma política de apoio ao emprego e ao crescimento", disse.
 
De visita a Melgaço, onde foi recebido no salão nobre da Câmara Municipal por dezenas de pessoas, António José Seguro sublinhou o défice de 1.250 milhões de euros provocado pela escalada do desemprego, entre contribuições que deixaram de entrar nos cofres públicos e a atribuição de novos subsídios de desemprego.
 
"Para combater o desemprego o PS tem as suas propostas. Para uma política de austeridade, não contem com o PS", disse o líder socialista, a propósito dos apelos do Governo ao consenso, mas sublinhou defender uma política de "rigor" nas contas públicas.
 
"Não tenho uma varinha mágica mas tenho propostas", apontou.