Go back
11 June 2013 18h27

Sesta de bancário alemão custa emprego ao seu supervisor

Há cerca de um ano, um funcionário de um banco alemão adormeceu enquanto executava uma operação de rotina: ao transferir 64,2 euros a partir da conta de um cliente reformado, foi tomado pelo sono com um dedo na tecla “dois” do teclado e acabou por transferir 222.222.222,22 euros.
 
A operação escapou à supervisora e só viria a ser identificada por um colega do funcionário que adormeceu momentaneamente. Este reverteu a operação mas a supervisora em questão acabaria por ser demitida, com o banco a acusá-la de não ter verificado o trabalho feito pelo bancário.
 
A funcionária acusada de negligência levou o caso ao tribunal de Hesse, na Alemanha, e viu-o dar-lhe razão. A supervisora tinha revisto 812 documentos no dia em que foi cometido o erro, o que a iliba de ter cometido o erro com más intenções, segundo o tribunal. Assim, o banco terá de readmitir supervisora, segundo revelam a BBC e a agência France24.