Go back
14 June 2013 13h32

Singapura repreende 20 bancos por tentarem manipular taxas de referência

A Autoridade Monetária de Singapura (AMS) identificou tentativas de manipulação das taxas de referência no mercado interbancário, envolvendo 20 bancos e 133 operadores do mercado, revela a Bloomberg que cita um comunicado da autoridade para o mercado de capitais da cidade que é um dos principais centros financeiros da região.
 
A AMS ordenou aos bancos envolvidos que criem provisões no valor de 12 mil milhões de dólares de Singapura (7,1 mil milhões de euros), para melhorarem os sistemas de controlo interno. Além disso, a autoridade vai assumir a responsabilidade de supervisionar o mercado interbancário e vai transformar a prática de manipulação das taxas em ofensa criminal, anunciou o regulador.
 
Entre os bancos que tentaram manipular as taxas interbancárias, as taxas “swap” e taxas de câmbio de referência estão o ING, RBS e o UBS. O valor combinado destes mercados é de 4,7 biliões de dólares norte-americanos, por dia. Dos 20 bancos envolvidos, 19 terão de constituir reservas numa valor entre 100 milhões de dólares de Singapura e 1,2 mil milhões, numa provisão que ficará aplicada à taxa de juro de 0% durante um ano. O Commerzbank não terá de constituir a provisão.
 
As taxas interbancárias de Singapura, equivalentes às Euribor e às Libor, com a denominação Sibor, são calculada diariamente pela Associação de Bancos de Singapura.