Go back
01 July 2013 10h14

Troika quer corte do salário mínimo e das indemnizações

Durante a mesma visita, segundo o "Diário Económico" foram também sugeridos outros cortes em prestações sociais, nomeadamente na duração do subsídio de desemprego. Segundo o mesmo jornal, estas propostas foram rejeitadas de imediato pelo Governo, com a oposição a ser liderada pelos ministros da Economia e da Solidariedade e Segurança Social. Os elementos da troika argumentaram que esta seria a forma de evitar uma nova subida na taxa de desemprego que actualmente se cifra nos 18,2%.
 
O "Diário Económico" diz que a fixação da troika com o mercado laboral não é de agora. O líder da missão do FMI, Abebe Selassie, já disse várias vezes que os salários da economia nacional precisam cair mais. Se a sugestão da troika se tornar realidade iria afectar mais de meio milhão de portugueses que auferem 485 euros mensais.
 
Quanto às reduções das compensações por despedimento, no caso de nova descida, seria a terceira vez que isso aconteceria durante o programa de ajustamento. A primeira diminuição foi dos 30 para os 20 dias, e a segunda para os actuais 12 dias.