Go back
17 October 2023 09h53

Visita de Marcelo à Bélgica com programa adaptado por razões de segurança

De acordo com as autoridades belgas, foi cancelada a cerimónia de boas-vindas a Marcelo Rebelo de Sousa no exterior do Palácio Real, em Bruxelas, que era o primeiro ponto do programa, assim como a deposição de flores no túmulo do soldado desconhecido.

Foi também cancelado o encontro bilateral com o primeiro-ministro belga, Alexander de Croo, que estava previsto para hoje, informou a assessoria de imprensa do Presidente da República.

Na segunda-feira à noite, houve um ataque a tiro na capital belga que provocou a morte de duas pessoas, e que levou o chefe de Estado português a cancelar uma saída e a permanecer no hotel, por indicação das autoridades.

Por causa deste ataque, o nível de alerta em Bruxelas, onde hoje se concentra o programa do Presidente da República, foi elevado para o grau máximo.

A ministra do Interior belga, Annelies Verlinden, disse hoje de manhã que o suspeito da morte dos dois cidadãos suecos foi morto a tiro pela polícia.

Numa nota publicada no site oficial da Presidência da República na internet, Marcelo Rebelo de Sousa manifestou "a sua solidariedade ao Rei Philippe dos Belgas e ao Rei Carlos Gustavo, da Suécia, e a sua condenação do ataque" de segunda-feira em Bruxelas "que vitimou inocentes cidadãos suecos".