O que são investimentos temáticos?

Nos últimos anos, alguns investidores optaram por investimentos temáticos para aproveitar as oportunidades criadas pelas tendências estruturais globais. Descubra em que consiste este tipo de investimento e o que ter em conta.

 

Impulsionada por uma procura crescente, uma nova estratégia de investimento tem ganho cada vez mais destaque. Os investimentos temáticos permitem que os investidores beneficiem de oportunidades de crescimento e alinhem o portfolio financeiro com as crenças e valores individuais, bem como com a sua visão pessoal do mundo. Descubra o que são os investimentos temáticos e quais as vantagens.

 

 

O que são investimentos temáticos

 

O investimento temático é uma abordagem que se concentra nas macrotendências de longo prazo, em detrimento de empresas ou setores específicos. Desta forma, permite que os investidores tenham acesso a mudanças estruturais e pontuais que podem afetar toda uma indústria. 

Existem fundos baseados em tendências disruptivas, como computação em nuvem, e estratégias baseadas em valores fundamentais, como sustentabilidade ambiental. A chave para os investimentos temáticos é encontrar fundos que se alinhem com os princípios pessoais, o perfil de risco e os objetivos de rentabilidade. 

Historicamente, as abordagens de investimento eram divididas em países ou regiões (EUA, Emergentes, etc.), classes de ativos (ações, obrigações, mistos) e características individuais dos títulos envolvidos (maior ou menor potencial de crescimento e risco associado). 

Mas, nos últimos 30 anos, o conceito de investimento temático tem vindo a ganhar força, com muitos investidores a procurar exposição a tendências de futuro, como Sustentabilidade ou Saúde, para aceder às melhores oportunidades de investimento e diversificar a exposição.

 

 

As vantagens dos investimentos temáticos

 

Os investimentos temáticos permitem que os investidores capitalizem com as tendências futuras, identificando os temas macro que vão ganhar força nos próximos anos e décadas. Desta forma, os investidores temáticos obtêm exposição aos negócios e ativos envolvidos nesses temas.

De uma forma resumida, estas são as vantagens dos investimentos temáticos:

 

    • Inovação. Os investimentos temáticos permitem investir no futuro hoje, e suportar as empresas e instituições que estão a moldar a nossa economia e sociedade.
    • Exposição mundial. Investir em fundos temáticos é uma forma de obter exposição a empresas preparadas para o crescimento de longo prazo em diferentes geografias.
    • Especialização. Ao contrário dos fundos que acompanham um índice generalista ou região abrangente, o investimento temático oferece exposição focada em setores, ideias, eventos e políticas governamentais. 
    • Rentabilidade. O apetite crescente por investimentos temáticos vem da necessidade de identificar futuros drivers de rentabilidade (como avanços tecnológicos), o que lhes dá o potencial de superar os índices amplos tradicionais que refletem o movimento de todo o mercado.

 

Por estes motivos, os investimentos temáticos são especialmente adequados para investidores que sabem o que procuram, tanto em termos de valores pessoais como ideias para o futuro de uma dada temática, e que possuem um bom conhecimento e compreensão desses negócios.

 

 

Que tipos de investimentos temáticos existem?

 

Os fundos temáticos tendem a cobrir vários setores e identificar empresas nessas áreas que sejam relevantes para um tema principal. Um fundo temático na área da saúde, por exemplo, investe em empresas farmacêuticas, empresas hospitalares e seguradoras. Já um fundo na área da tecnologia pode investir em instituições que estão a desenvolver temas como a Inteligência Artificial e Machine Learning.

 

As oportunidades de investimento vinculadas ao conceito de sustentabilidade, como energias limpas, estão naturalmente a atrair a atenção de muitos investidores com preocupação ambiental. Um fundo ESG (termo inglês que significa Environmental, Social and Governance) seleciona empresas com elevados padrões ambientais.

Para além da análise tradicional aos fundos de investimento, o nosso compromisso com o ESG foca ainda aspetos não financeiros de uma empresa. 

 

Identificar o potencial de mudança estrutural e investir nas transformações esperadas no início (como o surgimento da Internet nos anos 90) é um fator-chave para o investimento bem-sucedido. Isso é particularmente importante para investidores de longo prazo, que procuram garantir que os seus portfólios estão posicionados para oportunidades de crescimento e de acordo com a visão do mundo. Entre em contacto com a nossa equipa de especialistas para saber como o podemos ajudar a investir em fundos de investimento temáticos.

 

Para consultar Informação Legal complementar, por favor clique aqui.

Mais Insights