Voltar
09 maio 2013 12h02

561 mil portugueses estão à procura de trabalho há mais de um ano

Com o prolongamento da recessão e poucas empresas dispostas a contratar, os desempregados demoram cada vez mais tempo a regressar à actividade. Seis em cada dez pessoas sem emprego estão à procura há mais de um ano.
 
Segundo os dados divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o desemprego de longa duração cresceu 35% nos primeiros três meses deste ano, afectando já 561 mil quando, há um ano, eram "apenas" 416 mil (mais 145 mil). Em comparação com o trimestre anterior cresceu quase 40 mil.
 
Em sentido contrário surge o desemprego com menos de um ano, que apresenta uma quebra trimestral de 2,9%, o que parece indicar que a destruição de emprego está a abrandar, mas que ainda não há criação de emprego suficiente para absorver os que estão há mais tempo à procura de trabalho.
 
O INE divulgou hoje as estatísticas trimestrais de emprego, revelando um aumento da taxa de desemprego de 16,9% para 17,7%. Mais de 952 mil portugueses estão à procura de trabalho.