Voltar
29 agosto 2023 20h06

Alemanha avança com alívio fiscal para empresas no valor de 7 mil milhões de euros

O objetivo é reanimar a maior economia europeia depois de um inverno de recessão e estagnação no segundo trimestre deste ano. A coligação liderada por Olaf Sholz, chegou a acordo esta terça-feira para um extenso pacote de apoio à economia para vigorar quatro anos.

A proposta de redução dos impostos sobre as empresas pretende incentivar o investimento, direcionada para as pequenas e médias empresas que são a espinha dorsal do tecido empresarial alemão. Vai introduzir um benefício fiscal ao investimento, sobretudo os que visam combater as alterações climáticas e melhorar a eficiência energética, bem como outros incentivos à investigação e ao desenvolvimento.

Há ainda uma parte dedicada à construção com a introdução de incentivos para nova habitação.

Ao todo, o governo de Berlim tem, de acordo com a Reuters, um pacote de medidas orçamentais de apoio à economia no valor de 67 mil milhões de euros em 2024, distribuídos por 48,7 mil milhões em subsídios e 18,4 mil milhões em alívio fiscal para empresas e famílias. A maior parte deverá ser canalizado para a transição energética.