Voltar
24 junho 2013 09h43

Banca afunda bolsa nacional para mínimos de Dezembro

O PSI-20 está a recuar 2,05% para 5.339,81 pontos, depois de ter iniciado a sessão a subir. Das 20 cotadas, 14 estão a cair, quatro a subir e duas negoceiam inalteradas.
 
Desde o início do ano, o PSI-20 já desvalorizou 5,586%, encontrando-se hoje em mínimo de 10 de Dezembro de 2012.
 
Também os juros da dívida portuguesa estão esta manhã em forte alta, em linha com o comportamento das obrigações europeias, com os investidores a continuarem a reduzir a exposição a este segmento devido aos receios de que a Reserva Federal diminua a compra de títulos de dívida.
 
A “yield” das Obrigações do Tesouro a 10 anos avança 17 pontos base para 6,6%, muito perto de quebrar os máximos do ano, fixados recentemente. Na dívida a cinco anos, de acordo com as taxas genéricas da Bloomberg, a taxa de juro sobe 15 pontos base para 5,543%, o nível mais elevado desde 9 de Janeiro deste ano.
 
O principal sector que está a pressionar a bolsa nacional é a banca, com o BCP a depreciar 5,43% para 0,087 euros, e o BES a recuar 5,11% para 0,594 euros. Também o BPI desliza 4,84% para 0,865 euros. Banif e ESFG negoceiam inalteradas nos 0,098 euros e 5,26 euros, respectivamente.
 
A bolsa nacional está cada vez mais dependente do comportamento do sector financeiro. No espaço de apenas um ano, o peso da banca no índice de referência do mercado português duplicou, fruto da valorização expressiva dos títulos. BCP, BES, BPI e Banif têm já uma ponderação de quase 20% no PSI-20. A entrada do ESFG, que vem substituir a Novabase a partir de hoje, dá mais força a este sector, tornando Lisboa ainda mais dependente da evolução dos juros da dívida de Portugal.
 
O sector energética também inverteu a tendência, e, a seguir à banca, é o que mais pressiona o índice. Galp Energia e EDP Renováveis seguem agora a depreciar 1,70% e 1,75% para 11,595 euros e 3,586 euros, respectivamente. Também a EDP recua 1,48% para 2,403 euros.
 
A PT, que iniciou a sessão a liderar os ganhos da bolsa, encontra-se agora a recuar 1,08% para 2,852 euros.
 
A impedir maiores quedas do índice nacional está a Semapa, que avança 1,03% para 6,50 euros.
 
No resto da Europa, a Vodafone chegou a acordo para a compra da Kabel Deutschland, por 10,1 mil milhões de dólares, cerca de 7,7 mil milhões de euros, e é expectável que o sentimento de confiança alemão venha a aumentar em Junho, 0,2%, de acordo com a média dos analistas inquiridos pela Bloomberg.