Voltar
19 junho 2013 21h55

Chipre nega ter pedido reformulação do pedido de ajuda

Em reacção à notícia avançada esta terça-feira pelo “Financial Times”, na qual era noticiada que o Presidente Nicos Anastasiades tinha pedido aos líderes europeus uma revisão das condições do empréstimo de 10 mil milhões de euros, o Governo cipriota esclarece que o “Presidente Anastasiades não tem intenção de pedir uma reformulação do memorando de entendimento” assinado em Março passado. “Tal como tem sido reconhecido pelas instituições europeias, Chipre, na verdade, aplicou a maioria dos termos do memorando ainda antes de este ser assinado e selado.”
 
“Permitam-me que esclareça”, escreve o porta-voz do Governo de Chipre, Christos Stylianides, “que o Executivo está totalmente comprometido em implementar todas as condições do memorando de entendimento” e alcançar os objectivo aí definidos.  
 
A carta enviada por Anastasiades tinha apenas como objectivo alertar os parceiros europeus para “questões importantes, que estão a impedir que se cumpram alguns dos objectivos do memorando” e “iniciar, assim, um diálogo que permita encontrar a melhor solução”.