Voltar
28 junho 2013 15h36

Confiança dos consumidores cai menos do que o estimado nos EUA

O índice de confiança dos consumidores medido pela Universidade de Michigan e pela Thomson Reuters desceu de 84,5 pontos no final de Maio para 84,1 pontos em Junho, um número ainda assim superior às previsões médias dos 68 economistas inquiridos pela Bloomberg, que apontavam para uma queda até aos 83 pontos.
 
O índice alcançou uma média de 64,2 durante a recessão nos EUA, terminada em Junho de 2009, tendo nos cinco anos anteriores à crise atingido 89 pontos em média.
 
O aumento do valor do imobiliário residencial e o aumento das contratações nos Estados Unidos têm feito subir a procura de casas e automóveis no país, o que ajuda à confiança dos consumidores em matéria de perspectivas de crescimento, sublinha a Bloomberg, acrescentando contudo que a queda das bolsas e o aumento dos custos dos empréstimos contrabalançam esse optimismo.