Voltar
01 julho 2013 13h40

Espanha supera Grécia e alcança a maior taxa de desemprego da Zona Euro

Em Maio, a taxa de desemprego em Espanha alcançou os 26,9% da população activa, mais uma décima percentual que em Abril. Tal percentagem coloca o país vizinho no primeiro lugar do “ranking” dos países da zona comunitária com as taxas de desemprego mais elevadas.
 
O novo valor faz com que Espanha ultrapasse a Grécia por uma décima percentual na questão do desemprego. Os dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat não apresentam os valores do desemprego grego em Maio, sendo que os últimos dados conhecidos são de Março, quando a taxa de desemprego se fixava nos 26,8% da população, afectando 1,3 milhões de gregos.
 
No que concerne ao desemprego jovem, a Grécia continua a ser o país onde os jovens com menos de 25 anos são mais afectados pelo desemprego. Os últimos dados conhecidos também são relativos a Março, quando o desemprego jovem alcançava os 59,2%.
 
Em Espanha, o desemprego jovem ascendia aos 56,5% em Maio, batendo um novo valor histórico. Em Abril, a taxa fixava-se nos 56,2%.
 
Em Maio, a taxa de desemprego da Zona Euro subiu para 12,1%, mais uma décima que em Abril. Na Europa a 27, o desemprego alcança 10,9% e se tivermos em conta o mais recente membro da União Europeia, a Croácia, o desemprego alcança os 11,0%.