Voltar
14 maio 2013 15h00

Galp ganha quatro blocos no arranque do leilão petrolífero do Brasil

A Galp Energia, em consórcio com a brasileira Petrobras, já ganhou a concessão de quatro blocos no leilão que a Agência Nacional de Petróleo do Brasil (ANP) promove esta terça-feira, tendo a petrolífera portuguesa ganho a maior parte dos blocos que licitou.
 
Os dados já divulgados pela ANP mostram que na bacia do Parnaíba, no Norte do Brasil, o consórcio formado entre a Petrogal Brasil (50%) e a Petrobras (50%) venceu a licitação de quatro blocos terrestres, sendo que em dois deles a Galp actua como operadora, enquanto nos outros dois é a companhia brasileira que lidera o consórcio.
 
Globalmente, por estas quatro concessões o consórcio da Galp e da Petrobras ofereceu o pagamento de 22,3 milhões de reais de bónus de assinatura, o que equivale a um investimento inicial, apenas pela concessão, de cerca de 8,5 milhões de euros.
 
No primeiro sector do leilão, em que venceu estes quatro blocos, o consórcio da Galp apenas perdeu uma licitação, em que a Petrogal e a Petrobras ofereciam um prémio de assinatura de 5,6 milhões de reais, mas a empresa Petra Energia, com 5,8 milhões de reais acabou por ser a vencedora.
 
Ainda na bacia do Parnaíba, mas num outro sector, o consórcio da Galp e da Petrobras concorreu a dois blocos, mas as suas ofertas saíram derrotadas pelas propostas mais elevadas da Petra Energia.