Voltar
17 maio 2013 17h34

Galp vai participar nos leilões para exploração de blocos de petróleo em Angola

"Proximamente, no decurso deste ano poderá haver um processo competitivo para outorga de concessões e a Galp Energia será um dos concorrentes a esse processo, como tem sido noutras circunstâncias", disse.
 
"Como é um processo competitivo, umas vezes ganha outras vezes não ganha e teríamos muito gosto se ganhássemos", acrescentou.
 
Ferreira de Oliveira, que falava à Lusa à margem da conferência internacional "Eficiência Energética e Desenvolvimento Sustentável", organizada pela KPMG, destacou que a empresa está já presente em cinco blocos de exploração no 'offshore' angolano.
 
No final do passado mês de Abril, a petrolífera angolana Sonangol anunciou que até 2015 irão ser lançados os leilões de mais 54 blocos para exploração de hidrocarbonetos, nas bacias do Kwanza, Congo e Namibe.
 
O leilão de 15 blocos será feito ainda este ano e 10 situam-se na bacia do Kwanza, e os restantes na bacia do Congo.
 
Actualmente, na área de exploração e produção, a Galp Energia está presente em cinco projectos, dos quais se destaca o bloco 14 - actualmente em fase de produção e com perspectivas de crescimento -, e os projectos ainda em fase de exploração e desenvolvimento no bloco 14K-A-IMI e bloco 32.
 
A Galp Energia iniciou em 2008 os trabalhos de exploração do primeiro projecto integrado de gás em Angola, o Angola LNG II, no qual detém uma participação de 10%.
 
Segundo valores divulgados pela Galp Energia na sua página na Internet, o investimento acumulado da empresa em Angola, até ao final de 2010, foi de 868 milhões de euros.