Voltar
08 julho 2013 14h40

Mercados europeus negoceiam no verde a recuperar das perdas da última semana

As bolsas europeias negoceiam em terreno positivo, nesta sessão, com o índice de referência para o Velho Continente, STOXX 600, a somar 1,17% para 291,67 pontos. Entre os principais congéneres europeus, destaque para o alemão Dax 30 que ganha 2,25% para 7.981 pontos e para o CAC 40 que avança, em Paris, 1,72% para 3.818,39 pontos.
 
Também a valorizar-se em mais de 1% estão o PSI-20 e o Ibex 35 que atingem os 5.503,20 pontos e 7.982, 80 pontos, respectivamente. O índice bolsita italiano Mibtel acompanha a tendência e sobe 1,25% para 15.728,45 pontos.
 
Os investidores continuam expectantes quanto ao início da época de resultados empresariais, nos Estados Unidos da América (EUA).
 
Na Europa, os ministros das Finanças da Zona Euro devem discutir a ajuda a Grécia e o presidente do Banco Central Europeu (BCE) deverá prestar declarações, em Bruxelas.
 
A diminuição das tensões entre os partidos da coligação governamental, após a nomeação de Paulo Portas como vice Primeiro-Ministro de Portugal, estão a pressionar a pressionar as taxas de juro implícitas. A taxa a 10 anos situa-se na casa dos 7%. 
 
Na Alemanha, a Siemens ganha 4,29% para 78,78 euros, depois da subsidiária Osram Licht ter começado a negociar em bolsa.
 
Em Londres, o Lloyds Banking Group soma 3,20% para 66,70 libras. A impulsionar a cotada está a informação de que o antigo presidente da Standard Chartered, Mervyb Davies, estará a reunir um grupo de investidores para concorrer à parte do banco detido pelo governo britânico. A informação terá sido divulgada por fonte com conhecimento do processo, segundo a agência Bloomberg.