Voltar
03 junho 2013 12h24

Número de telefones fixos diminui apesar do crescimento da fibra óptica

O parque de telefones fixos diminuiu para 4,5 milhões de acessos no primeiro trimestre do ano, diminuindo 0,1% face ao período homólogo e 0,4% face ao quarto trimestre de 2012, segundo os dados divulgados pela Anacom. Uma evolução que ficou abaixo da média histórica e aquém do intervalo que o regulador previa, lê-se no sumário do relatório do regulador.
 
A contrariar uma maior deterioração do número de acessos à rede fixa esteve o crescimento dos pacotes de serviços assentes na fibra óptica, que cresceu mais de 2,6%. Os acessos analógicos caíram 1,4%, os suportados pela rede RDIS móveis declinaram 2,2% e os que são garantidos através das redes móveis diminuíram 1,7%.
 
A Portugal Telecom mantém a liderança no serviço telefone fixo (STF), com uma quota de mercado de 57,1%, depois de ter terminado ano de 2012 com uma quota de 57,2%. A Zon é o segundo operador e reforçou a posição de 19,7% do mercado para 20,1%.
 
O serviço de telefonia fixa gerou receitas de 368 milhões de euros, nos primeiros três meses do ano, revela o regulador, “o que traduz um valor semelhante ao contabilizado” no período homólogo.
 
Mais acentuada foi a diminuíção do número de cabines telefónicas, que era de 23 mil postos a 31 de Março, recuando 1,3% face ao fim de 2012 e 9,4% face ao período homólogo.