Voltar
02 julho 2013 21h08

Passos parte quarta-feira para Berlim para promover emprego jovem apesar de crise no Governo

Minutos depois de Passos Coelho ter terminado o seu discurso, onde anunciou ao País que não se demitia e não aceitava a demissão de Portas, o gabinete do primeiro-ministro fez chegar às redacções uma nota com a agenda de Passos Coelho.
 
O primeiro-ministro estará esta quarta-feira em Berlim, para participar na Conferência sobre o Fomento do Emprego Jovem na Europa. Passos Coelho chegará às 14h00 à Chancelaria Federal, sendo que a conferência terá início às 14h15. Depois das 17h00 está prevista uma conferência de imprensa.
 
No discurso que efectuou esta noite Passos Coelho fez também questão de assegurar que iria à conferência na capital alemã, para “manter a credibilidade e confiança internacionais que já conquistámos”.
 
Apesar do pedido de demissão surpresa de Paulo Portas, que Passos recusa para já aceitar, o primeiro-ministro acredita que é possível manter a coligação. “Nas próximas horas procurarei junto do CDS clarificar e garantir todas as condições de estabilidade para o Governo e para o País para prosseguirmos a estratégia de superação da crise nacional, agarrarmos um novo ciclo de prosperidade que os Portugueses merecem, e darmos sentido ao grande esforço e sacrifícios de todos. É minha convicção que, sejam quais forem as divergências que estão na base da actual crise, saberemos ultrapassá-las em nome do interesse de Portugal. Estamos cientes de que um Governo de coligação é um compromisso permanente”, afirmou na declaração ao País.
 
Apesar de prometer procurar esse consenso com o CDS nas próximas horas, Passos Coelho tem mais de metade do dia de amanhã ocupado com a deslocação a Berlim.