Voltar
06 maio 2013 16h10

Portas lembra Giulio Andreotti como "verdadeiro amigo" de Portugal

"Em momentos muito difíceis das negociações para a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia, Andreotti foi um verdadeiro Amigo do nosso País. É um facto que não esqueceremos", refere Paulo Portas numa nota escrita enviada às redacções
 
O ministro dos Negócios Estrangeiros lembra que Andreotti, nascido em Roma a 14 de Janeiro de 1919, foi "um político profissional e um homem de Estado que está profundamente associado à construção da prosperidade italiana no pós-guerra".
 
"Andreotti por diversas vezes Presidente do Governo e Ministro, participou em varias coligações em que a Democracia Cristã teve um papel central, e foi uma voz respeitada no concerto europeu e internacional", acrescenta a nota.
 
Giulio Andreotti, que foi sete vezes primeiro-ministro de Itália, teve nos últimos tempos vários problemas de saúde e em agosto de 2012 esteve hospitalizado vários dias com arritmia cardíaca.
 
Desde há alguns meses que o antigo líder da Democracia Cristã italiana e senador vitalício se encontrava retirado da vida pública e não foi ao parlamento para votar a eleição do Presidente da República nem para a investidura do novo Governo, uma ausência que os observadores consideraram como um sinal do agravamento do seu estado de saúde.
 
Segundos os 'media', Andreotti morreu hoje de manhã na sua casa em Roma.