Voltar
30 abril 2013 14h16

Preço do petróleo volta a cair com aumento de reservas

O crude de referência norte-americano, West Texas Intermediate (WTI), voltou hoje a cair com o barril em Nova Iorque a registar uma descida de 0,31% e a ser negociado a 94,21 dólares.
Em Londres, o Brent do Mar do Norte, referência do mercado português, teve uma queda de 0,10% para os 103,71 dólares.
 
Apesar do relatório do Departamento de Energia norte-americano apontar para uma subida das reservas de crude abaixo das previsões iniciais, regista-se um novo máximo desde 1990 e o petróleo WTI prepara-se para um declínio mensal.
 
“A primeira metade de Abril foi muito fraca, com os dados económicos a alimentar preocupações em relação à procura e a levar à saída de investidores” afirma Carsten Fritsch, analista do Commerzbank, em declarações à Bloomberg.
 
Durante o dia de ontem, os preços da matéria-prima subiram 1,5%, maior subida desde 10 de Abril. Esta subida foi impulsionada pelos números apresentados em relação às reservas de combustíveis, que se revelaram manifestamente mais baixos do que o esperado. Mas o volume de trocas previsto para um período de 100 dias ficou abaixo das espectativas, em 35%. 
 
As cotações do WTI registam de momento uma queda de 2,8% no acumulado do mês.