Voltar
02 maio 2013 19h15

Projecções do Governo não antecipam descida de impostos

O Documento de Estratégia Orçamental (DEO) divulgado terça-feira não antecipa alívio na carga fiscal. No documento não há medidas, mas há pistas.
 
A carga fiscal não deve baixar, as prestações sociais vão diminuir e a função pública vai encolher. 
 
No final destes quatro anos, e contando com as medidas de austeridade necessárias para compensar o chumbo do tribunal constitucional, o esforço orçamental atingirá os seis mil milhões de euros.