Voltar
16 maio 2013 15h24

Santander: Perfil de risco da REN melhorou com descida dos juros

O Santander Global Banking & Markets subiu a avaliação da REN de 2,65 para 2,80 euros por acção e passou a recomendação que atribui aos títulos de “neutral” para “comprar”.
 
O banco de investimento justifica a subida da avaliação com a descida dos juros implícitos nas obrigações portuguesas. Uma evolução que se verificou a par com a descida dos juros na dívida de Espanha. Ainda assim, os dois países estão em situações distintas porque “enquanto a situação melhoru significativamente em Portugal”, com a recuperação do acesso ao mercado de crédito e regulação estável, “em Espanha o risco é elevado”, lê-se na nota de análise a que o Negócios teve acesso.
 
O banco de investimento justifica a subida da avaliação para 2,80 euros “mais o dividendo” com a melhoria do perfil de risco da empresa. “A liquidez, o endividamento elevado e a duração da dívida tornaram-se muito menos preocupantes, ao mesmo tempo que a regulação demonstrou ser bastante estável em Portugal.”
 
A REN está a desvalorizar 0,13% para 2,317 euros por acção e o preço-alvo do Santander confere um potencial de valorização de 20,3% aos títulos. A este potencial acresce o dividendo bruto de 0,17 euros, ou de 0,1275 euros líquido.
 
Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.