Voltar
02 maio 2013 14h43

Sentimento económico enfraqueceu, mas BCE continua a esperar recuperação no final do ano

"O PIB está a cair há cinco trimestres consecutivos, os indicadores do mercado de trabalho continuam fracos. O ajustamento do sector privado e público deve continuar a prejudicar a actividade económica", afirmou quinta-feira Mario Draghi, na conferência de imprensa depois da reunião do Conselho de Governadores.
 
"Os riscos continuam a ser negativos, incluindo uma procura doméstica e global mais fraca. Estes factores têm potencial para reduzir a confiança e adiar a recuperação", acrescentou o presidente do BCE.
 
Apesar de admitir a existência destes riscos, Draghi sublinhou que o corte de 0,25 pontos percentuais da taxa de referência deverá permitir "manter as perspectivas de uma recuperação no final do ano".
 
O Conselho de Governadores do BCE decidiu hoje reduzir a taxa de juro de referência para um novo mínimo histórico (0,5%), com o objectivo de dinamizar a economia europeia. na mesma reunião ficou decidido o corte da taxa marginal de 1,5% para 1%.