Voltar
22 maio 2013 10h34

Vendas a retalho no Reino Unido caem inesperadamente em Abril

O Gabinete Nacional de Estatísticas do Reino Unido apresentou um relatório que demonstra que as vendas, incluindo combustível, caíram 1,3% face a Março. Esta é uma queda superior ao estimado por 25 analistas contactados pela Bloomberg, que previam uma diminuição de 0,1%.
As vendas na alimentação caíram 4,1% para um novo mínimo desde Maio de 2011, dados que podem ser explicados pela subida de preços.
 
A inflação abrandou em Abril, o que pode vir a ser um factor de alívio para as famílias, e o Banco de Inglaterra prevê uma recuperação gradual dos gastos dos consumidores.
 
“Vimos as vendas a retalho aumentar no início do ano e isso ajudou a economia em geral a crescer” afirmou Samuel Tombs, economista da Capital Economics em Londres, em declarações à Bloomberg. “Mas existe um prolongado sufoco das famílias devido à inflação. Portanto é pouco provável que esta melhoria possa ser sustentada”.
 
De acordo com o banco central, a recuperação no Reino Unido está iminente, prevendo uma expansão de 0,5% na economia este trimestre, depois do crescimento de 0,3% nos três meses anteriores.