Capital e Solvabilidade



O Banco Carregosa orgulha-se de ser uma das instituições mais sólidas do setor, com um rácio Common Equity Tier 1* superior a cerca do dobro do atualmente exigido pelo regulador. Entre 2010 e 2015, a média desse rácio manteve-se sempre acima dos 20%.

Em 31 de dezembro de 2015 o capital social do Banco Carregosa era de 20 milhões de euros e os fundos próprios consolidados ascendiam a cerca de 32 milhões de euros. O rácio de solvabilidade cifrava-se em 18,3%.


* O rácio Common Equity Tier 1 (CET1) estabelece um nível mínimo de capital que as instituições devem ter em função dos requisitos de fundos próprios decorrentes dos riscos associados à sua atividade. Como tal, este rácio é apurado através do quociente entre o conjunto de fundos próprios designado de "core" e as posições ponderadas em função do seu risco. Os grupos bancários em Portugal devem apresentar rácios CET1 não inferiores a 8%.

O conjunto de fundos próprios "core” compreende o capital de melhor qualidade da instituição, em termos de permanência e capacidade de absorção de prejuízos, deduzido de eventuais prejuízos e de certos elementos sem valor de realização autónomo, numa perspetiva de continuidade da atividade de uma instituição. Por seu lado, as posições ponderadas em função do seu risco representam uma medida dos riscos decorrentes da atividade financeira, designadamente dos riscos de crédito, de mercado e operacional.