Voltar
18 julho 2023 09h35

8 dicas para escolher depósitos a prazo

8 dicas para escolher depósitos a prazo

8 dicas para escolher depósitos a prazo

 

Nos últimos meses, com a subida da taxa de juro diretora por parte do Banco Central Europeu, as taxas dos depósitos a prazo voltaram a subir. Descubra 8 dicas para escolher depósitos a prazo.

Com tanta oferta de depósitos a prazo, é importante tomar decisões informadas antes de aplicar as suas poupanças neste tipo de produto. Desde comparar taxas de juros, a conhecer as diferentes condições de rendimento, existem algumas dicas essenciais que podem ajudar nesse processo, para proporcionar alguma tranquilidade em relação ao seu capital.

 

1. Compare as taxas de juros oferecidas

Ao escolher um depósito a prazo, o primeiro passo é comparar as taxas de juros oferecidas por diferentes instituições financeiras. Verifique também se a taxa é fixa ou variável.

Além disso, este passo ajuda a descobrir oportunidades para aproveitar os momentos em que as taxas estejam mais favoráveis.

 

2. Considere depósitos a prazo em moeda estrangeira

Num contexto de taxas de juro baixas, pode ser vantajoso considerar depósitos em moeda estrangeira. Em alguns países, as taxas de juros podem ser mais atrativas em comparação com a moeda local. No entanto, é importante levar em conta os riscos cambiais antes de optar por um depósito em moeda estrangeira.

Antes de avançar, avalie a estabilidade económica e política do país emissor da moeda estrangeira. Países com economias sólidas e estáveis têm menor probabilidade de sofrer grandes flutuações cambiais ou crises financeiras que possam afetar negativamente o valor da moeda.

 

3. Avalie a mobilização do depósito

Alguns depósitos a prazo são mobilizáveis, o que significa que é possível resgatar capital antes do prazo acordado, geralmente com penalizações. Por outro lado, existem depósitos não mobilizáveis, que exigem que o capital permaneça no depósito até ao vencimento. Por isso, considere as suas necessidades de liquidez e escolha o tipo de depósito mais adequado.

Se prevê a necessidade de aceder ao capital investido antes do vencimento, opte por um depósito que permita a mobilização antecipada (não esquecendo que pode haver penalizações). Por outro lado, se tem um horizonte financeiro de longo prazo e não precisa de ter acesso ao capital antes do vencimento, opte por depósitos não mobilizáveis, uma vez que, em regra, têm taxas de juros mais vantajosas.

 

4. Verifique a frequência de rendimento

Além das taxas de juros, é importante considerar a frequência de rendimento do depósito. A maioria dos depósitos a prazo pagam juros no final do prazo embora também existam os casos em que os depósitos paguem os juros no início ou ao longo do período de constituição. Estes últimos podem ter um rendimento mensal, enquanto outros oferecem um rendimento trimestral ou anual.

Leve em conta os seus objetivos financeiros e necessidade de capital ao escolher a frequência de rendimento, mas esteja atento porque por norma os depósitos a prazo com pagamento de juros correntes ou no início do prazo, são depósitos em que não é permitida a mobilização antecipada.

Se depende de rendimentos regulares para cobrir despesas ou investir em outras oportunidades, um depósito com rendimento mais frequente é a melhor escolha. Por outro lado, se estiver disposto a esperar por um rendimento acumulado em intervalos maiores, um depósito com rendimento anual pode ser preferível.

 

5. Considere a diferença entre TANB e TANL

A Taxa Anual Nominal Bruta (TANB) refere-se à taxa de juros anual sem a dedução de impostos. Por outro lado, a Taxa Anual Nominal Líquida (TANL) leva em consideração a dedução dos impostos. Ao comparar depósitos a prazo, é fundamental considerar a TANL, pois é esta taxa que reflete o rendimento líquido real que receberá.

Para além dos impostos, podem também existir despesas associadas aos depósitos a prazo, como taxas administrativas ou comissões cobradas pela entidade. Certifique-se de levar em consideração estes custos.

 

6. Verifique as condições de renovação automática

Alguns depósitos a prazo possuem renovação automática, o que significa que, quando o prazo terminar, o depósito é renovado automaticamente por um período semelhante. Avalie se essa opção é adequada para si e esteja a par das taxas e condições oferecidas na renovação automática.

Todavia, é fundamental verificar se o depósito a prazo está sujeito a novas taxas de juros e condições no momento da renovação. As taxas de juros podem ter mudado e é importante garantir que a nova taxa continua a ser competitiva em relação ao mercado atual. Não deixe de reavaliar as opções de investimento no momento de renovação e verifique se há outras oportunidades mais vantajosas disponíveis no mercado financeiro.

É a altura mais oportuna para verificar se o depósito a prazo ainda está alinhado com os seus objetivos e se há alternativas mais favoráveis.

 

7. Tenha em mente as restrições e penalizações

Antes de fazer um depósito a prazo, tome algum tempo para ler atentamente a Ficha de Informação Normalizada do depósito a prazo para compreender qualquer restrição ou penalização associada à mobilização antecipada e outras condições.

Alguns depósitos podem prever penalizações em caso de mobilização antecipada, como a perda total ou parcial dos juros acumulados até ao momento ou redução da taxa de juros. É essencial ter em mente estas condições para garantir que está confortável com a indisponibilidade dos fundos durante o período acordado e, assim, evitar surpresas.

 

8. Confirme que está efetivamente a considerar um depósito a prazo

Por vezes, entre a oferta de depósitos a prazo surgem outras alternativas que podem parecer um depósito a prazo, mas que são outros produtos, como por exemplo depósitos estruturados. Procure sempre a ficha de informação normalizada do produto que está a consultar. Se não a encontrar, logo à partida não estará perante um depósito a prazo.

Caso a encontre, certifique-se que nas suas características está descrito que se trata de um depósito a prazo e que se encontra ao abrigo do Fundo de Garantia de Depósitos do Banco de Portugal.

 
 

Banco Carregosa, aconselhamento especializado para proteger o seu capital

Estas 8 dicas para escolher depósitos a prazo são orientações gerais, pelo que é sempre recomendável obter acompanhamento financeiro profissional para tomar as melhores decisões, de acordo com as suas necessidades e situação financeira específicas.

A equipa do Banco Carregosa está disponível para o ajudar a tomar decisões informadas, fornecendo todas as informações e recomendações sobre os fatores a considerar no momento de investir em depósitos a prazo, ou em qualquer outro tipo de produto financeiro. Entre em contacto connosco, invista com confiança e maximize os seus retornos.