Voltar
06 outubro 2023 15h50

Roubo de identidade: o que é e como se prevenir

Roubo de identidade: o que é e como se prevenir

Roubo de identidade

 

É cada vez mais fácil ter acesso a dados sensíveis. Saiba o que é o roubo de identidade, quais os sinais de alerta a que deve estar atento e como se proteger.

 

Imagine que é contactado pelo seu banco a pedir o pagamento de um saldo devedor em seu nome. Não reconhece a transação nem se lembra de ter transferido fundos. Se já lhe aconteceu, está entre os quase 6 milhões de pessoas em todo o mundo que viveram esta situação só no ano passado, de acordo com os dados da DataProt. O roubo de identidade associado a crimes financeiros continua a ter um grande impacto na sociedade, e é cada vez mais facilitado pelas redes sociais e pela proliferação de aplicações que armazenam informações pessoais. Saiba o que é o roubo de identidade, quais os sinais de alerta e o que fazer em caso de crime.

 

O que é roubo de identidade?

O roubo de identidade envolve a obtenção e uso não autorizado de dados de uma pessoa para fins ilícitos, como fraudes financeiras, apropriação de dinheiro ou outras atividades ilegais. O criminoso utiliza os dados financeiros da vítima, como as informações do cartão de crédito ou acessos ao homebanking, para efetuar operações em nome de outrem. Por exemplo, os criminosos podem abrir contas bancárias em seu nome, fazer transferências, pedir cartões de crédito e débito, ou até pedir empréstimos.

 

Valor anual de danos financeiros causados por crimes cibernéticos nos EUA, 2001 a 2022

Valor anual de danos financeiros causados por crimes cibernéticos nos EUA, 2001 a 2022

Fonte: Statista

 

Este tipo de crime não é novo, mas a digitalização de serviços públicos, como a Segurança Social, Finanças, e privados, dos seguros à banca ou energia, vieram facilitar o acesso a informações pessoais e a sua utilização de forma fraudulenta. Para além disso, muitas pessoas partilham livremente dados sobre si próprias online, como fotografias, datas de nascimento, moradas e outras informações, abrindo portas para o aumento dos casos de roubo de identidade.

 

 

O que fazer para se proteger do roubo de identidade?

Existem algumas precauções para evitar ser vítima de um roubo de identidade. As principais incluem:

 

1. Partilhe só os dados que sejam mesmo necessários

Se lhe pedirem dados mais sensíveis sem ligação direta ao produto ou serviço que está a subscrever, pergunte porque são necessários, como vão ser utilizados e que medidas de segurança serão tomadas para garantir que permaneçam privados.

 

2. Use as redes sociais com moderação

Evite partilhar dados pessoais nas redes sociais, como morada ou data de nascimento, e seja cauteloso ao fornecer informações noutras plataformas e aplicações. Estes dados podem ser roubados para criar uma identidade falsa.

 

3. Destrua extratos e registos privados

Destrua cartões de crédito, extratos bancários e outros documentos que contenham informações financeiras privadas ou sensíveis. Não deixe para trás talões das caixas automáticas, cartões de crédito ou outros itens que o possam colocar em risco.

 

4. Reveja cuidadosamente os seus extratos

Acompanhe todas as suas transações e verifique se reconhece todos os movimentos dos seus extratos. Se encontrar alguma atividade suspeita, alerte imediatamente a entidade correspondente.

 

5. Tenha o seu telemóvel bloqueado

Grande parte dos serviços bancários são geridos por homebanking, o que significa que ter acesso ao seu telemóvel é também ter acesso às suas contas. Por isso, tenha o seu telemóvel bloqueado e não ative o reconhecimento facial. Facilmente o criminoso o desbloqueia apontando para si ou para uma fotografia sua na internet.

6. Invista em literacia digital

A maior parte dos roubos de identidade ocorrem em pessoas com pouca agilidade digital, pelo que é importante investir neste tipo de destreza para usar os serviços bancários com segurança. É fundamental aprender a reconhecer ataques de phishing, proteger-se contra a infeção de dispositivos por malware e evitar navegar em websites suspeitos.

 

 

Quais são os sinais de que minha identidade foi roubada?

Quanto mais atento estiver, mais cedo poderá detetar os sinais de alerta de roubo de identidade e mais facilmente recuperar ou minimizar eventuais perdas. São eles:

 

• Movimentos suspeitos nos seus registos financeiros.

 

• Mudanças inexplicáveis no seu crédito.

 

• Alertas de login não reconhecidos.

 

• Receber cobranças aleatórias indevidas.

 

 

O que fazer se a sua identidade for roubada?

Se a sua identidade for roubada, siga os seguintes passos:

 

1. Notifique de imediato o banco. O primeiro passo é contactar o banco e cancelar todos os seus cartões, incluindo o acesso ao homebanking. Isto impedirá que o ladrão cause danos adicionais.

 

2. Denuncie a ocorrência na polícia. De seguida, deve apresentar queixa na polícia contra desconhecidos, para que seja aberto um inquérito.

 

3. Cancele documentos de identificação. Se o seu Cartão de Cidadão desaparecer, deve proceder ao seu cancelamento e fazer um novo pedido.

 

4. Mude as suas passwords. Atualize todas as palavras-passe, utilizando senhas exclusivas e difíceis de adivinhar, para evitar futuras ocorrências de roubo de identidade.

 

5. Reúna todos os indícios de roubo de identidade. Tente reunir todos os documentos que possam ajudar a fazer prova do roubo de identidade, como extratos bancários e relatórios dos cartões de crédito e débito.Guarde também todos os contactos efetuados, quer com a polícia, quer com os bancos.

 

 

Banco Carregosa, proteção contra o roubo de identidade

O roubo de identidade pode ter efeitos devastadores. É por isso que a segurança é uma das principais preocupações do Banco Carregosa. Consulte os sistemas proativos de proteção, para garantir o cumprimento das melhores práticas de segurança internacionais. Conte connosco para proteger os seus dados e o seu património.